HiPOD 23 novembro 2021
Cuidado com as rochas!

Cuidado com as rochas!
A motivação por trás dessa imagem é observar a ocorrência de mudanças a partir de uma primeira imagem tirada da mesma região. No entanto, uma característica que não apresentou mudanças foi a presença de várias faixas de pedregulhos ao redor da cratera.

Quando as pedras começam a rolar para baixo, elas podem deixar atrás de si alguns rastros de pedregulhos. Esses vestígios podem ser mais claros ou mais escuros que o terreno em volta. As várias faixas nessa imagem parecem emanar de uma pequena alcova ao lado da cratera. Eles se espalham para fora em uma curva descendente e depois terminam próximos ao chão da cratera. Essa região final onde as faixas terminam mostram uma enorme quantidade de sedimentos, originários de outras faixas.

Através das fotos de HIRISE observamos vestígios deixados por pedras desaparecerem ao longo do tempo. No entanto, nessa região específica, em comparação com a outra imagem (de Maio de 2010), as faixas dessa imagem (de Março de 2013), não parecem ter ficado tão apagadas quanto outras imagens de exemplos anteriores, ainda que exista um grande lapso de tempo entre as imagens. A explicação para isso pode residir no fato de esa cratera estar em uma área menos empoeirada de Marte.

Nota: a imagem acima foi rotacionada 90 graus no sentido anti-horário para uma melhor visualização.

Tradução: Murilo Marchiori

número: ESP_031280_1705
data de aquisição: 29 março 2013
altitude: 263 km

https://uahirise.org/hipod/pt/ESP_031280_1705
NASA/JPL-Caltech/UArizona
#Marte #NASA #ciência #português

twitter  •  tumblr  •  vínculo

Diâmetro da imagem: menos de 5 km (preto e branco) e menos de 1 km (cores reforçadas)